Sites Grátis no Comunidades.net
Noticias

 


               
Visita do Pronatec à Ong OVIVE
             No dia 22 de março de 2014 a Escola Estadual Francisco Sá realizou um passeio com os alunos do Reinventado o Ensino Médio,  professores e a diretora Vera Lúcia Fernandes. 
            O convite de visitar a ONG  OVIVE em Montes Claros - MG, foi feito pelo seu fundador Soter Magno que nos recebeu com bastante entusiasmo. Durante a visita foi  apresentado um vídeo  contando a história da fundação da instituição. A Inter TV - Grande Minas fez uma matéria com os alunos sobre o Dia Mundial da Água (22 de março). Em seguida, fomos para a Serra da Sapucaia, onde fizemos um passeio Ecológico. Antes de retornamos, visitamos o shopping Center de Montes Claros, onde todos puderam conhecer o planetário do SESC Minas.

 

 

 

           Teve início aos 20 de março na Escola Estadual Francisco Sá a nova turma do curso técnico em informática. Alunos e professores estão animados com o curso que forma profissionais para atuar no mercado de trabalho. O eixo tecnológico do curso é Informação e Comunicação, oferecido em escolas da rede estadual de educação, carga horária total de 1.000h/a, divididas em 3 módulos semestrais.

         O projeto do curso vêm identificado à Bolsa -Formação Estudante no âmbito do PRONATEC, nos termos da Lei nº 12.513, de 26 de outubro de 2011. O Curso Técnico em Informática foi escolhido para especializar, aperfeiçoar e atualizar jovens adultos trabalhadores visando a sua inserção e/ou melhor, desempenho no exercício do trabalho no Eixo Gestão e Negócios. Os alunos ainda interessados e estudantes da escola podem fazer suas pré-matrículas pelo site: www.pronatec.mec/inscrições.

 

 

 


 

 

 

DESFILE DO DIA 07 DE SETEMBRO

 

            Foi um sucesso o desfile do dia 07 de setembro da Escola Estadual Francisco Sá ! Professores e alunos se empenharam para apresentar um bom resultado à toda comunidade. A participação dos alunos foi um grande destaque pelo envolvimento e alegria apresentados em cada pelotão. O trabalho conjunto da Escola Estadual Francisco Sá e da Escola Municipal Francelina dos Santos Lima feito com união, respeito, empenho e dedicação mostrou a toda comunidade juramentense um excelente trabalho !

Horta Escolar

            Uma alimentação saudável é de fundamental importância, dessa forma, a Escola Estadual Francisco Sá cultiva em um espaço que antes era ocioso uma horta, onde os legumes e hortaliças colhidos complementam a alimentação de todos os alunos. É notável o carinho e a dedicação do funcionário Marcus Vinícius Fonseca no cultivo da mesma. Com empenho  ele cuida todos os dias da horta, e o resultado é visível. A iniciativa enriquece a alimentação de todos, contribuindo para tornar a alimentação mais variada e saudável !

 

 

 

Dia "D" Repasse 

              Aconteceu no dia 09 de agosto o repasse do dia D para a comunidade escolar, cujo objetivo foi de comunicar aos pais e aos alunos sobre o Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), bem como colher sugestões para a construção desse projeto, que vigorará, entre os meses de Agosto de 2013 a junho de 2014.

             O evento contou com a participação significativa dos servidores estaduais e municipais, os quais assumiram o compromisso de no esforço mútuo, elevar ainda mais a qualidade do ensino.

 

Josiane Gonçalves de Siqueira

 

 

 

 

 Dia "D" na Escola Francisco Sá

 

           No dia 07/08/2013, quarta-feira, foi realizado o dia "D" em todas as escolas estaduais de Minas Gerais. Em nossa escola, professores e servidores reuniram-se para discutir o PIP 2013 (Programa de Intervenção Pedagógica). Foi um dia de extrema importância, uma vez que foram discutidos e aprovados objetivos e metas para colaborarem no desempenho dos educandos. Contamos com todos nesta missão !

 

 

 


 

 

 JOVENS SEM DROGAS

 

Sexta 11 de julho, recebemos em nossa escola o Projeto Jovens Construindo a Cidadania – JCC –, da Polícia Militar. Trabalho desenvolvido pelo sargento Thiago Ribeiro tem colaborado em muitas comunidades escolares de Montes Claros – MG. Estiveram juntamente com ele o sargento Romisson, soldados Jardel e Wagner. Também compôs a mesa a nossa vice – diretora Waneth. Todos apresentados pela diretora Vera Lúcia.

 

Em poucas palavras, mas de extrema importância, alertou os nossos jovens e adolescentes sobre os perigos das drogas: o que são; o que causam; qual a importância de se manter à distância. Reflexiva e descontraída, a palestra (ministrada nos turnos matutino e vespertino) esclareceu as dúvidas, além de aprimorar os conhecimentos dos nossos educandos.  

 

Foi um dia muito proveitoso e importante para a nossa comunidade escolar, pois o que se aprende na escola é levado para a vida.

 

Raíssa Bruna Vieira Silva (professora de Língua Portuguesa)

 

 

 

ARRAIÁ DO CHICO SÁ

 

<img src=

 

 

“Uma festa julina para não botar defeito”, foi o que aconteceu no último dia 06, sábado, na avenida principal da cidade de Juramento: os alunos da Escola Estadual Francisco Sá, sob a coordenação dos professores Josiane e Guilherme, promoveram o Arraiá do Chico Sá.

 

Com um toque irreverente, a dança típica das quadrilhas deu espaço para uma coreografia moderna – criada pelo professor Adson –, cheia de homenagens à Copa das Confederações.

 

Um evento familiar, tranquilo e proveitoso. Quem participou pôde conferir a dança, além de saborear as delícias das barraquinhas.

Que venha o próximo Arraiá do Chico Sá!

 

Raíssa Bruna Vieira Silva (professora de Língua Portuguesa)

 

 

 


 

 

DIA NACIONAL DE COMBATE AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL

CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

 

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, foi marcado por uma caminhada que aconteceu no dia 24 de maio de 2013 em Juramento / MG. Contando com a participação dos estudantes e funcionário da educação Municipal e Estadual da cidade, o evento teve como objetivo chamar a atenção da sociedade local ao que diz respeito a exploração sexual contra crianças e adolescentes.

A caminhada foi a culminância dos debates desencadeados em torno do dia 18 de Maio (Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes), que acontecem em todo o país com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento pelos direitos de crianças e adolescentes e na luta pelo fim da violência sexual.

 


 

 

 

 

 

  

CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

 

No dia 14 de Junho de 2013 (sexta-feira), acontecerá no auditório da PREVIJU – Juramento / MG – a Conferência Municipal de Educação. O objetivo do evento é a análise do DOCUMENTO REFERÊNCIA para o CONAE – 2014. Participarão do evento profissionais da área da educação do município, tais como: secretária de educação, diretores, supervisores, professores e outros.

 

APRESENTAÇÃO

 

Nos últimos anos, houve vários movimentos de mobilização da sociedade para articular a educação nacional por políticas de Estado que resultassem de ampla participação. Foram inúmeras conferências educacionais, com destaque para a 1ª Conferência Nacional de Educação (Conae), entre 28 de março e 1º de abril de 2010, resultado de profícua parceria entre os sistemas de ensino, os órgãos educacionais, o Congresso Nacional e a sociedade civil.

Todo esse processo redundou na participação de amplos setores nas conferências municipais e intermunicipais, no primeiro semestre de 2009, nas conferências estaduais e do Distrito Federal, no segundo semestre de 2009, e na organização de vários espaços de debate com as entidades da área, escolas, universidades e em programas transmitidos por rádio, televisão e internet.

O Documento Final da Conae/2010, resultado da construção coletiva desencadeada pela decisão política de submeter ao debate social a instituição do Sistema Nacional de Educação, que assegurasse a articulação entre os entes federados e os setores da sociedade civil, apresentou diretrizes, metas e ações, na perspectiva da democratização, da universalização, da qualidade, da inclusão, da igualdade e da diversidade e se constituiu em  marco histórico para a educação brasileira na contemporaneidade, deliberando as bases e diretrizes para o novo Plano Nacional de Educação.

O desdobramento foi a mobilização de cerca de 3,5 milhões de brasileiros e brasileiras, com a participação de 450 mil delegados e delegadas nas etapas municipal, intermunicipal, estadual, distrital e nacional, envolvendo em torno de 2% da população do País, aprovando a realização de conferências nacionais de educação a cada quatro anos. O preceito está presente em outros dispositivos legais, como o PL 8.035/10- Plano Nacional de Educação (PNE) – em tramitação no Congresso Nacional.

Visando à realização da Conferência e à participação de múltiplos atores sociais e políticos, com o propósito de adensar os debates e proposições, o Fórum Nacional de Educação, órgão de Estado responsável pela convocação, planejamento e coordenação das conferências nacionais de educação, criado pela Portaria nº. 1.407/2010 e alterado pela Portaria nº. 502/2012, aprovou a realização da II Conae, em Brasília, em 2014, precedida de conferências municipais, intermunicipais, estaduais e distrital.

A II Conae será um espaço democrático de construção de acordos entre atores sociais, que, expressando valores e posições diferenciados sobre os aspectos culturais, políticos, econômicos, apontará renovadas perspectivas para a organização da educação nacional e a consolidação do novo PNE, fruto do movimento desencadeado pela I Conae, ao indicar ações e estratégias concretas para as políticas de Estado de educação básica e superior, assentadas na defesa da construção do Sistema Nacional de Educação e na regulamentação do regime de colaboração entre os entes federados.

É com o espírito de avançar na construção de processos democráticos, participativos, que o Fórum Nacional de Educação (FNE) submete à avaliação este documento-referência e conclama os profissionais da educação, mães/pais, estudantes, dirigentes, demais atores sociais e todas e todos que se preocupam com a educação, para discutir e refletir coletivamente e propor caminhos para a  educação brasileira.

Que este documento-referência, a ser objeto de ampla discussão, possa contribuir com diferentes formas mobilização e debate, especialmente nas conferências municipais, intermunicipais, distrital e estaduais que antecederão a Conae, cujas contribuições serão objeto de deliberação, garantindo as diretrizes da formulação e materialização de políticas de Estado, sobretudo na construção de um PNE e de suas políticas, programas e ações, incluindo os planos estaduais, distrital e municipais de educação, e fornecendo as bases para a criação e consolidação do Sistema Nacional de Educação.

 

Fórum nacional de educação (Fne)

 

Fonte:

http://conae2014.mec.gov.br/images/pdf/doc_referencia.pdf

 

 


 

 

Reinventando o Ensino Médio

 

A Escola Estadual Francisco Sá esteve representada pela sua diretora, Vera Lúcia Fernandes, no Encontro de Universalização do Reinventando o Ensino Médio. Foram três dias (21 a 22 de maio) de formação, troca de experiências e muito aprendizado que contou com a presença de aproximadamente, 2,6 mil educadores, entre diretores de escolas e servidores que atuam na sede e nas 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs).

 

Evento de universalização do ensino médio contou com a participação de mais de mil gestores de escolas estaduais. Foto: Hudson Menezes ACS/SEE

Evento de universalização do ensino médio contou com a participação de mais de mil gestores de escolas estaduais.

Foto: Hudson Menezes ACS/SEE

 

 

“Gostaria de agradecer a cada um de vocês por terem se deslocado e por estarem aqui conosco. Se temos a chance de fazer algo significativo é porque estamos aqui agora. A partir de hoje, o Reinventando o Ensino Médio se deixa soltar como projeto e se tona realidade no ensino médio”, ressaltou a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola.

 

Durante o evento, a secretária Ana Lúcia Gazzola recebeu os diretores para discutir as demandas específicas das escolas. Temas como rede física, quadro de pessoal e questões pedagógicas estiveram entre os assuntos apontados gestores.

 

O Reinventando o Ensino Médio propõe uma completa ressignificação da última etapa da educação básica, por meio de um novo modelo, criando uma nova identidade e propondo um percurso mais personalizado aos estudantes dessa etapa educacional. A iniciativa teve início, em 2012, de forma piloto em 11 escolas estaduais da região norte de Belo Horizonte. Em 2013, a iniciativa foi ampliada para mais 122 escolas estaduais de todo o Estado. Já em 2014, todas as 2.189 escolas contarão com a nova proposta pedagógica para esse nível de escolaridade.

 

Com a universalização da iniciativa, em 2014, cerca de 380 mil estudantes estarão vivenciando a experiência do Reinventando o Ensino Médio em todo o Estado. Mas o número de alunos vai aumentar, ano a ano, até 2016, a partir de quando todos os estudantes do Ensino Médio estarão integrados ao novo modelo. Isso porque, no ano de implantação, a escola adota o Reinventando apenas nas turmas de 1º ano do ensino médio. No seguinte, as turmas de 1º e 2º fazem parte do Reinventando e no terceiro ano o programa chega a todos os três anos do ensino médio. Dessa forma, o estudante usufrui da metodologia do Reinventando ao longo de toda sua trajetória no ensino médio.